Terra Minha


A TERRA DO CUBAL

Só quem nela nasceu
Ali viveu e amou,
É que pelo tempo fora
Poderá recordá-la
Dia a dia, hora a hora...
Os passos que ensaiei
Pelas ruas do parque,
As acácias, as flores,
A lagoa, o jardim,
As piscinas, enfim,
Os primeiros amores.
O soluço teimoso,
O riso à janela
E a mata misteriosa...
Também a noite grande,
Quando a avó me contava
Aquela linda história do soba e da princesa
Que nunca mais se apaga,
Na memória... ainda tão acesa!!!

Anabela Borges

Sem comentários: