Palestra Aberta jornada alusiva aos 41 anos de existência do Cubal

Cubal - Uma palestra sobre "o historial da elevação do Cubal a categoria de cidade" marcou quinta-feira a abertura da jornada alusivo ao 41º aniversário do município do Cubal, a assinalar-se no dia 23 do mês em curso. O evento que contou com cerca de cem participantes de vários estratos sociais teve como orador principal o administrador municipal do Cubal, Veríssimo Sapalo que destacou o surgimento da localidade, seus programas e desenvolvimento para o bem-estar dos cidadãos. Na ocasião o administrador fez igualmente uma abordagem da trajectória histórica com a presença europeia nas áreas de circunscrição do Cubal que remota do século XIX com a chegada de Joaquim Francisco Ferreira, em 1878. Veríssimo Sapalo reconheceu ainda o contributo prestado pelos vários sectores sociais e económicos, bem como dos munícipes para o crescimento e desenvolvimento do município. "Mais um passo de qualidade será dado para melhoria das condições de vida das populações, com o Cubal a ser no segundo ano consecutivo uma unidade orçamental para a solução célere de algumas dificuldades pontuais", sublinhou. Salientou que, o reforço e aumento da capacidade energética e do fornecimento de água potável as populações, a reabilitação, construção e apetrechamento de mais escolas e postos de saúde, o saneamento básico e vias de circulação secundarias e terciárias, entre outras varias acções fazem deste município uma região em progresso. O administrador apontou como outros factores de desenvolvimentos da região, a entrada em funcionamento de três agências bancárias em 2008, nomeadamente Banco de Internacional de Crédito (BIC), o Sol e o BPC e mais três outros a instalarem-se ainda este ano na localidade, a construção da repartição de finanças para 2009 e a conclusão da ponte rodoviária sobre o rio Cubal. Em alusão a data estão ainda programadas actividades culturais, recreativas e desportivas, com vista a dimensionar a efeméride.
Entretanto, no século XIX chega o primeiro comerciante de origem europeia de nome Joaquim Francisco Ferreira, contemporâneo do soba Catoto, autoridade máxima tradicional da região. Cubal começa a esboçar-se como povoação a partir de 1906 com o surgimento da linha do Caminho-de-ferro de Benguela e a 14 de Julho de 1941 é oficialmente fundado o concelho do Cubal, que depende administrativamente da Ganda até 1950. A 23 de Janeiro de 1968 Cubal ascende a categoria de cidade. O município com uma superfície de 4.794 quilómetros quadrados, tem uma população estimada em 306 mil habitantes distribuídos em três comunas, nomeadamente Capupa, Tumbulo e Yambala, que se dedicam principalmente a agricultura e pecuária.
in Angop 16-01-2009 16:17

Sem comentários: