Não te fies nas aparências

A vida oferece-nos surpresas agradáveis e outras muito menos boas. No entanto reconheça-se, muitas vezes só somos alguém, independentemente daquilo que se faça, QUANDO SOMOS A GRAXA CONSTANTE DE QUEM ESTÁ ACIMA DE NÓS. Aí, no entanto, existem valores de formação, vinda de gerações anteriores, que nos obrigam, inúmeras vezes, a não seguirmos caminhos antecipadamente traçados, já que a rebeldia existente em cada um de nós leva-nos a formar a nossa própria personalidade. Com o decorrer dos anos sentimos injustiças, factos inconcretizaveis, mas mantemo-nos próprios, e não adulteráveis, puros e essencialmente de consciência tranquila. Eu felizmente durmo descansado, por esse facto, depois de ter visto o que vi, não me envergonho de dizer, chorei, chorei, ( apesar de me saber bastante homem ) por sentir que embora tardiamente ainda há maravilhosidades que acontecem, apesar de certas petulâncias, que nos dão a perceber, como é pobre o espírito humano em certas mentalidades decadentes, apesar de carinhas larocas, com que se apresentam e senão vejam, vejam por favor e exultem... Bem hajam
Eduardo A. Flórido
*******
O meu Tio Eduardo A. Flórido, faz anos hoje. Mas a prenda foi ele que me ofereceu, enviando o e-mail que acima transcrevo, com o link para um vídeo no You Tube, que aconselho visualizarem.
Não me alongo muito mais. Apenas relembrar a lição sabida, de que nunca devemos avaliar alguém pela sua aparência. Quantas vezes verificamos pessoas lindas por fora, mas um verdadeiro horror de mentalidade, conversa, egoísmo, etc.?
Obrigado tio Eduardo, gostaria que viesses mais vezes ao nosso espaço.
Um abraço e parabéns pelo teu dia.
Ruca

Sem comentários: