Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Luís Monteiro

Estive no Cubal no 2ª ciclo liceal e o meu pai era o Inspector Marques Monteiro de Via e Obras do CFB.
Forte abraço
Luís Monteiro
 30/12 às 16:27

****
Caro Luís,
Bem-vindo ao nosso Cubal virtual.
Aparece sempre e se possível com testemunhos para enriquecer este nosso cantinho.
Abraço
Ruca

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Magda Barbêdo Pinto (filha do "Mandinho")

Olá, "Ruca"

Feliz Natal para si e sua família.

Procurava algo sobre o meu Idolo (o meu Pai) e acabei por descobrir o seu blog (aqui neste link). E graças a si, certamente quando o meu paizinho tiver conhecimento vai adorar rever certas fotos daqui.Um muito obrigado

Magda Barbêdo Pinto
(filha do "Mandinho")

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Rui Machado Correia

Nasci no Cubal em 1959 e vivi nessa linda cidade ate 1973, deixei muitos amigos de infância que nunca mais os vi.
Se alguém se lembrar de mim contacte-me pelo meu email, sou o Rui Machado Correia e estudei no colégio da dona Cecília .Queria tb deixar aqui os meus votos de feliz natal e um bom ano de 2011 para todos os cubalenses
p.s.:se alguém souber o contacto do Arzemiro Prazeres e do seu irmão Gustavo (vává),agradecia essa informação.

Christmas Lights

Comentários da Lourdes Morais

Amigo
Saúde para todos são os meus votos mais sinceros. 
Ruca, eu não me quero tornar aborrecida e maçar todos com as minhas palavras. Mas tu sabes como eu sou. Quando a saudade me toca mais lá no fundo, não resisto e então escrevo, para poder desabafar toda a saudade do nosso Cubal e de todos os nossos amigos Cubalenses. Como é meu hábito não há um dia que eu não venha ao Cubal. Fico triste quando não há nada novo e ao mesmo tempo fico apreensiva, a pensar que os nossos amigos não estão com vontade de nos brindar com as suas notícias. Mas olha Ruca, adorei o que o teu tio Eduardo Flórido escreveu. Li e voltei a ler sempre com o mesmo entusiasmo. Isto é que é escrever. Ele com este dom para escrever, devia fazê-lo mais vezes, para nosso encanto. Nem tenho palavras para expressar o meu agradecimento por tudo o que escreveu. Não nego que as lágrimas correram cara abaixo. Mas isto também não é novidade em mim, pois tenho sempre a lágrima no canto do olho e quando leio coisas tão bonitas e que nos tocam tanto, mais facilmente choro. Olha Ruca, também adorei as notícias do nosso querido CANAIS, que há tantos anos não sei nada dele. Pena tenho de não ter o email dele, para lhe poder escrever. Vou tomar a liberdade de responder em nome da minha Fernanda. Sim, Canais a minha irmã Fernanda, que por sinal hoje faz anos, ainda está casada com o Vidazinha, que foi teu colega de futebol. Ela mora perto de Vila Real e eu moro perto de Monção. Que tempos aqueles em que éramos tão felizes naquela terra maravilhosa. Canais, espero que me escrevas, pois o meu email, está no Livro de Visitas, para podermos conversar mais um pouco.
Ruca, mais uma vez muito abrigada por nos dares estas alegrias. Nem imaginas o quanto estou feliz por saber do Canais. Só peço aos Cubalenses que continuem a colaborar e dar notícias. Também gostei das
fotos que a Helena Carvalho mandou. Publica, por favor.
Beijos para a Xana e teus pais. Abraço do Morais.
Para ti um grande, grande beijo da amiga
Lourdes

Momento de reflexão - 2010, por Eduardo Flórido

"Nada me é importante se sou julgado, por incultos e parasitas, corruptos de uma sociedade Auto Proclamada Mestra, se a realidade negativa for mais que evidente, de convicção sublimemente duvidosa, onde os autores façudos da pseudo_glória, são toda uma componente organizada, exemplificada no desfundamentado de uma vivência plenamente sã, com atitudes paupérrimamente descabidas, duvidosas, em relação à vivência exemplar de um qualquer honesto cidadão. Buscam (eles, os miseráveis) simplesmente o seu óptimo estar (psíquico e monetário), trilhando de uma forma irreparável, perpétua e continua os caminhos de um povo, bestializado, martirizado pela fome e patenteado em exemplos flagrantes, num aparecimento sem remissão de uma miserabilidade total, esperada e onde o caos se começa a instalar inquietante e permanentemente. Até quando será o suporte?..."
Momento de reflexão - 2010.
*Eduardo@ugusto.
(Reservados Direitos de Autor)

Tradição de Natal, família de Isa Valadas (Greatbatch)

Todos os Natais tenho por tradição convidar alguém que não tem ninguém para acarinhar ou ser acariciado;Faço-o mesmo que o(a) tenha conhecido a poucas horas ou dias.Faço-o, porque sei  que a quadra de Natal e sinonimo de amor,família e amigos!Ao recebe-los no seio da família,divido o amor que nos rodeia,partilho momentos preciosos com um ser que há muito perdeu ou ate nunca conheceu o sentido de família:Ao fazê-lo,sei que ajudo um único ser humano carente, que, por nunca lhe terem dado carinho se tornou seco:Ao fazê-lo,faço um amigo(a),quando o faço, dou um exemplo aos meus filhos que aprendem a dar a mão aos que mais necessitam, para que façam 'diferenca' neste mundo material, de concorrência, de amizades virtuais...Todos os anos alguém diferente se senta connosco a mesa,como mais um membro da família que connosco participa nos jogos e brincadeiras depois da ceia servida.Ao olhar para o rosto desse ser frágil e de olhar triste, vejo um brilho de alegria,um agradecimento em silencio e um sorriso que há muito não sorria...E tratado com carinho, atenções e muito mimo! Sei que não posso mudar o mundo, nem ter a mesa todos aqueles que precisam,mas ao receber pelo menos um amigo(a) que no mundo esta sozinho,sei que mudei uma vida,fiz num dia um(a) amigo(a) e dei exemplo aos meus filhos de que o amor não se vende, não se compra, não se cobra,o amor transmite-se com um gesto, até num sorriso. O Natal esta a porta e quando começamos a decorar a casa, os meus filhos pergunta: Mami, quem vem cear connosco, quem é que não tem família e precisa de carinho?
Eu sorrio, 'orgulhosa' pois a lição está aprendida e quando vou dormir, durmo um sono tranquilo e sinto-me bem comigo! Por isso eu sempre convido um ser sozinho e o trato com carinho!!!!

Ponto de encontro - Dinis Chaves - Luísa Chaves

8 de Dezembro de 2010 às 3:46
Assunto: contacto de um primo
Caros amigos,
Hoje confirmei, atraves do vosso blog e ao mostrar aos meus pais uma foto do eduardo dinis chaves, que ele é meu primo. aliás, foi uma emoção enorme porque, ao fim de 35 anos, a minha mae diz que ele tem a cara da prima Idalina - mãe do eduardo.
se fosse possível, gostava muito de ter o contacto dele.

por favor, digam-lhe que sou a filha mais velha do luis e da rosita da baía-farta.
o meu contacto, por esta via: luisa.chaves@gmail.com
muito obrigada
Luisa Chaves

*************

Olá Luisa,
Vou articular o V. encontro. Vai à tua cx de email.
Abraços
Ruca

E porque o Natal vem aí.... (por Isabela Valadas)

Abri a porta do passado e entrei numa casa repleta de amor, uma casa cheia de gente conversando, rindo e crianças brincando; Na cozinha vi a minha avó a dar instruções ao cozinheiro para o que fazer para jantar. Na varanda a mesa grande com toalha posta, os bancos e cadeiras à volta à espera de ser preparada para a refeição. O som da buzina insistente de um carro que pára no quintal e todos nós corremos alegres e excitados para receber os que acabam de chegar.Todos falam ao mesmo tempo, numa confusão de beijos e abraços as malas se vão tirando e são levadas para os quartos. Enquanto os adultos ficam na sala, as mães e avó vão para a cozinha fazer filhoses e o avó junta-se a nós e brincamos de 'casinhas'; A Lisinha e a mãe, o nosso avô e o pai e os restantes são os filhos. Como um bom pai, ele vai arranjar comida para os filhos e dirige-se à cozinha e 'rouba' filhoses com cuidado para que a avó não se aperceba, mas é sempre apanhado e corrido da cozinha com comentário zangado: ÉS PIOR QUE AS CRIANÇAS, SAI DAQUI QUE NÓS ESTAMOS A TRABALHAR E AS FILHOSES SÃO PARA A CEIA DE NATAL!!! Ele volta para a varanda com ar sorridente e as mãos cheias de filhoses que põe na mesa e a mãe, (Lisinha) pai e filhos sentam-se e comem deliciados. As horas passam,a tarde cai e nós continuamos a brincar com o avô... À noite, depois do duche tomado, somos chamados para o jantar...Os miúdos sentam-se todos de um lado, os adultos do outro e o avô e a avó nas cabeceiras da mesa. A atmosfera é alegre e o som de gargalhadas e conversa fiada enchem o ar... Depois de comer, o cheirinho do café que é servido e os adultos envolvem-se em conversas de códigos e línguas que nós miúdos não entendemos...Referiam-se às prendas que compraram para cada um de nós que o Pai Natal traria em dois dias... Os dias passaram, e a noite da consoada chegou.. O ar estava eléctrico de excitação, a mesa era posta, as luzes na árvore completavam o quadro lindo da família reunida a mesa. O som da harmónica e viola entoam as notas de NOITE DE PAZ e um calor invade os nossos corações infantis. Depois, a Olga (Minha mãe), cantava É NATAL, a voz melodiosa enche-nos os olhos d'agua... As horas passam,e nós, cansados vamos para a cama, mas custa-nos dormir pois amanhã é Natal... Quando acordamos de manhã, bem cedinho, os adultos ainda deitados, vamos a correr para o 'sapatinho' e após o som de papel a ser rasgado ouve-se o som de todos nós excitados,contentes com os presentes que recebemos... Brincamos uns com os outros alegremente! E, assim se passaram os anos,um atrás do outro com Natais MARAVILHOSOS! MAS, com os anos, também alguns se foram e o quadro de Natais felizes são só parte das minhas memorias; Jamais voltaremos a juntar toda a família, mas uma certeza ficou... A CERTEZA de que esses Natais deixaram a marca do Amor e do calor humano que transmitimos aos novos membros da família e, assim, o quadro do Natal perfeito perdurará em historias que contamos dos Natais que passamos quando éramos crianças...E O AMOR PASSARÁ DE GERAÇÃO PARA GERAÇÃO!!!! ENCOSTO A PORTA...


Isabela Valadas

"Por Brincadeira" de Augusto Pessoa



Com os meus cumprimentos, envio uma imagem do livro, que, "POR BRINCADEIRA", decidi escrever. Deste modo, para já, satisfaço o que prometi. Estou a trabalhar noutros produtos fotográficos que aos poucos vão aparecendo. Depois vou enviando. Um abraço de todos nós, para ti, pais, e cubalenses.
Augusto Pessoa
**
Aqui divulgo, com agrado, a capa do livro do nosso Augusto Pessoa, a quem saúdo enviando um abraço extensivo à família.
Ruca

Resposta ao João Porto

Boa noite!
 
Caro Ruca!
Sou um Cubalense que resolveu (só agora) começar a procurar algumas notícias sobre o nosso Cubal e verifico no seu blog um apelo de Julho de 2009, feito pelo João Porto sobre noticias do Júlio  Correia.

 
Ora bem eu sou filho do Júlio Correia e gostava que me colocasse em contacto com o João Porto.Penso que se lhe disser que foi contactado pelo Beto ele vai lembrar-se de mim.
 
obg.
Beto.


***
Caro Beto,
Irei reencaminhar a sua mensagem para o destinatário João Porto.
Saudações
Ruca

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Ângela Coelho Reis (Candimba)

Ângela Reis5 de Novembro de 2010 às 7:44
Assunto: Cubal
Olá Ruca. 
Não nos conhecemos pois saí do Cubal muito pequena com 5 anos. 
Sou filha de Ângelo Coelho (mais conhecido como Candimba) e de Maria Eduarda Martins. 
A minha irmã ( Eduarda) tinha 10 anos quando viemos embora. 
A minha mãe conhecia a tua mãe e ia ao cabeleireiro. 
Cumprimentos, 
Ângela Coelho Reis.
*** 
Olá Ângela,
Ainda bem que vieste também até ao nosso espaço. Éramos muito miúdos naquela altura. Mas lembro-me de ouvir falar dos teus familiares (Candimbas ;-)). Quando estiver com os meus pais falarei em ti. Eles lembrar-se-ão certamente.
Já sabes, o convite é sempre o mesmo. Tenta participar com alguns testemunhos familiares e não só, daquele tempo, alimentando a chama do nosso blogue.
Uma saudação amiga cubalense.
Ruca

Procura-se contacto de cubalense

Ruca boa tarde.
Não sei se te é possível enviar-me o número do móvel do senhor Arnaldo Duarte Nunes, o filho da Dona Piedade, eles foram patrões do meu pai e meus também embora pouco tempo e eu queria ligar para ele para lhe dar um abraço.
Sem mais saúde a todos e bom fim de semana para ti.
Dinis Chaves
Cubal

**************
Alguém consegue dar esta informação ao Dinis Chaves?
Obrigado
Ruca

Exposição de Artes de AUGUSTO PESSOA na junta de Freguesia do Feijó, Almada, em Setº/ 2010.













O nosso amigo cubalense Augusto Pessoa vem novamente até nós, partilhando algo que lhe é muito querido. A sua arte foi, desta vez, exposta na Junta de Freguesia do Feijó.
Aqui ficam alguns testemunhos deste belo momento.
Parabéns Augusto Pessoa!
Saudações
Ruca

A. Pessoa

C.V. de Augusto Pessoa

...em Angola
Augusto de Jesus Pessoa, nasceu em Angola, antiga Nova Lisboa, a 31 de Julho de 1941. Começou por desenvolver a sua actividade profissional como desenhador-projectista de construção civil no Cubal-Angola.
...em Portugal
Assistido e acompanhado pela professora Otília Costa (Lita Lisboa) desde 2005, inicialmente na Universidade Sénior de Almada e posteriormente, no seu atelier particular, em pintura a óleo.
Aluno da professora Teresa Oliveira desde 2007 na Universidade Sénior de Almada em expressão de artes.
Associando conhecimentos do desenho profissional, adquiridos enquanto desenhador-projectista de construção civil,com aqueles obtidos através das suas professoras, leituras, visitas a exposições de arte e museus, e outros adquiridos através da sua alargada experiência profissional, tenta passá-los, continuamente, à sua maneira de se exprimir em pintura.
A procura de caminhos, novas técnicas e saberes é uma constante em si.
África tem sido tema abordado, bem como outros...



De mim...um pouquinho.
Pouco, muito pouco.
Não que mais não tenha...
Já que de vida longa
Meu corpo e mente contenha.
Pouco, para, ainda menino,
Já curioso, buscava e rabiscava
Um qualquer canhenho, algum tino...
Daquilo que tanto gostava.
O desenho!

Mas, de que servira o gosto,
Se o importante faltava?
Luta desigual fui travando...
Vencidos obstáculos, barreiras surgidas.
Barreiras vencidas, novos rumos, novos
rugidos.
Ora navegando, ora surfando...

Até que... A pintura!
Finalmente, nova aventura.
Desafios postos, logo vencidos
Com paixão, amor e ternura.
Também com olhos humedecidos.
Sentimentos, por vezes contraditórios,
Entre o prosseguir e o desistir.
Desistir, quando acreditas?
Desistir, quando és capaz?
Não! Nunca!
Isso não se faz!
A.Pessoa

Notícias dos cubalenses e amigos do Cubal -José Varandas F Monteiro

José Varandas Fernandes Monteiro
Vivi na Chimboa da Ganda, e estudei no Cubal. Estive a viver na Casa do Snr. Amândio Gomes Faria "Carimbo", trabalhei no Malongo até Abril de 1964. Em Maio fui para a tropa em Nova Lisboa.
Estive no Cubal em Fevereiro de 2008.
Pertenço à Comissão dos Encontros dos Cubalenses, bem assim como o nosso amigo Amilcar Vinhais. Este encontro acontece sempre no 1º Domingo de Julho no parque do Luso.
Um abraço a todos os Cubalenses.
Varandas Monteiro - Tlm 966 854 487

Comentários da Lourdes Morais

Boa tarde amigo
Saúde para todos. Aqui tudo bem. 
Ruca, parece-me que o pessoal começa a dar notícias. Como sabes, eu todos os dias, vou ao nosso Cubal, para saber dos nossos amigos. Gostei e assino por baixo, o que a nossa amiga Arlete Guerra disse: Se não fosses tu, o que seria de nós? Não era o mesmo. Andávamos sem saber dos nossos amigos. Mas agora a vida de todos os Cubalenses tem um novo sabor, tem mais alegria. Isso porque aquele menino lindo, de sorriso maravilhoso, que eu tive a felicidade de conhecer de pequenino, nos traz estas alegrias. Sem o seu trabalho maravilhoso, onde poderíamos descansar a nossa cabeça, sempre que a vida não nos corre tão bem? Este blog, é como tantas vezes tenho dito ( e peço desculpa por repetir tantas vezes) o nosso porto de abrigo, a luz que ilumina a nossa vida. Muito e muito obrigada Ruca, por tudo de bom que nos dás. Que Deus te abençoe. Gostei saber da Arlete Guerra. Gostava muito de lhe escrever, mas não sei o email dela. Arlete, quando leres este meu email, agradeço que me escrevas. Tenho saudades vossas. Se tiver a sorte da tua resposta, depois vou-te contar algumas coisas. Também gostei de saber do Gi Vilares. Éramos vizinhos. Também o conheço de pequenino. Era um menino maravilhoso, assim como o irmão. Peço a todos os cubalenses, que ajudem o Ruca no trabalho, enviando notícias. Eu acho que as fotos antigas são muito boas e leva-nos ao nosso passado, naquela terra maravilhosa, que se chama CUBAL, mas também gosto das notícias actuais. Todos os Cubalenses: estejam onde estejam deviam enviar notícias, para agrado de todos. Adoro saber de todos, mesmo aqueles que já não vejo há muito, muito tempo. Por isto tudo,adorei o encontro de Mira, pois aí tive oportunidade de ver tantos e tantos amigos. Pena não podermos estar sempre nos encontros. 
Ruca mais uma vez muito obrigada por tudo e nunca deixes de fazer este trabalho maravilhoso. Beijos para todos os cubalenses.
Ruca publica por favor.
Beijos para a Xana e teus pais. Tu meu amigo recebe um grande, grande beijo da amiga 
Lourdes Morais

***********
Lourdes,
Apenas uma palavra: Obrigado!
Beijos e abraços para ti e Morais. 
NB:Vou pedir à Arlete para te escrever

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal -Cilinha Gonçalves ( Cila )

Olá Ruca,

Sou a Cilinha Gonçalves ( Cila ). Nasci em Nova Lisboa  ( Huambo ) depois fui para o Cubal quando era pequenita e estive lá até aos dez anos, fui para o Luso até aos onze, depois fui para o Cubal novamente e quando vim para Portugal já estava com dezasseis anos. O meu pai era maquinista do CFB, faleceu em Novembro de 2008.

Quero dar-te os parabéns pela óptima ideia de fazeres o blog, porque só assim nós podemos rever as pessoas que nos são tão familiares e queridas, adorei ver as foto dos teus avós, teus tios e os teus pais, naquele tempo. Eu estava na esperança de ver a minha casa nos vídeos, mas não tive sorte, eu morava no mesmo quarteirão dos teus avós,a minha casa era à frente ao lado da Betinha e a dos teus avós era atrás, ao lado da Binda Mata.
Dá beijinhos a todos com muitas saudades.
Beijinhos e até à próxima.
Cilinha Gonçalves ( Cila )

*****
A Cilinha vem até nós com testemunhos. Estou a tratar dos mesmos e publicarei brevemente.
Saudações cubalenses
Ruca

"Efeitos" do nosso blogue

Ruca, boa noite
Estamos todos bem, graças a Deus.
Faço votos para que todos vocês também estejam bem.
Meu filho, que seria de todos nós Cubalenses se um tal de Ruca, não existisse?
Como iríamos saber de nossos amigos, se não existisse um blog criado e mantido por esse menino, que saiu do Cubal tão novinho, mas com uma memória e uma vontade de ajudar, tão grande?
Continuariamos estando hoje vivendo no anonimato sem sabermos uns dos outros como infelizmente aconteceu durante tantos anos.
Ruca, obrigada pelo bem que tu nos fazes, pela alegria que nos trazes que Deus te proteja sempre e que tu continues sendo esse Ruca maravilhoso que és.
(...)
 Um beijão, Dá um grande abraço por nós aos teus pais.
Arlete Guerra 15/10 às 22:09

Ainda sobre o encontro cubalense em Mira (pela Lourdes Morais)

Amigo Ruca
(...)há já muito tempo que não escrevo para o blog, mas hoje tocou-me a saudade e aqui estou a dar notícias. Já deve ser do teu conhecimento, este ano tive a felicidade de ir ao encontro da malta, em Mira. Nem queiras saber como adorei. Ver tanta gente que já não via há tantos, tantos anos, foi maravilhoso.
Recordar tantas coisas boas foi o máximo. Vão umas fotos que o Morais tirou. Tu deves conhecer algumas pessoas. A Celeste e Alice Almeida , o Mota, o Pica e muitos outros. O baile foi o máximo. Dancei até não aguentar mais. Numa palavra: Adorei.
Ruca agradeço que publiques para a todos se animarem e virem também aos encontros, para verem os amigos. Mais uma vez peço a todos os Cubalenses que não deixem de dar notícias. 
Gostei das fotos da Olga Viana.
Beijos para todos os Cubalenses.
(...)
Lourdes Morais
 1
 2
 3
 4
 5
 6
 7
 8
9

Um cubalense por Terras de Camões!

Em Agosto: Eduardo Dinis e Fernando Carona (Tondela)

Eu, a minha mulher e o nosso amigo Eduardo Dinis (Tondela) com a esposa,aquando da sua vinda cá em Agosto deste ano.
Momentos do antigamente tornados no presente.
Um dia muito bem passado que prometemos repetir.
Comentário de Fernando Carona



Em Oliveira do Hospital: Eduardo Dinis e Padre Higino (tb. natural do Cubal)

Na casa do Glorioso

Lugar importante da Catedral

Eusébio e Sport Lisboa e Benfica, SEMPRE!!!!!

A propósito do último encontro cubalense em Mira - mensagem da Celeste e Vítor Alves

Mais uma vez, e pelas notícias chegadas , foi um sucesso o Encontro Cubalense. 
De parabéns está a esforçada organização que encabeçou tão emocionante evento. 
De parabéns e sempre, o Ruca que tem proporcionado ao longo dos tempos, um reencontro virtual dos Cubalenses espalhados pelo mundo. 
De parabéns, todos os Cubalenses que mais uma vez demonstraram que ser-se Cubalense é ser-se diferente..
Tristes, ficaram todos aqueles, que, como eu,não puderam estar presentes.
Não perco a esperança de, um dia, também poder participar fisicamente.
Um grande abraço para todos
Celeste e Vitor Alves, Cubalenses de coração

21º ENCONTRO DOS ANTIGOS ESTUDANTES DO CUBAL






Caros Amigos,
O tempo corre rápido e está na hora de começarem os preparativos para o grande encontro.
Pelo nosso lado, temos tudo preparado para vos receber e uma vez mais ajudar a criar um momento que é vosso, e que esperamos seja inesquecível para todos.
É já daqui a dois meses, mais propriamente no fim-de-semana de 18 e 19 de Setembro de 2010. Vamos estar de novo em Mira, para celebrar mais um encontro, o 21º de muitos outros em que iremos seguramente participar.
Contamos com todos vós, a vossa ajuda na divulgação pelos amigos Cubalenses é determinante para que mais e mais possam partilhar destes momentos de prazer e amizade, contando e recontando as histórias que nos ligam.
Gostaríamos de apelar á vossa compreensão, não deixando para o fim as vossas inscrições, tal facto dificulta significativamente a tarefa das organizações, as quais tem feito todo o possível para assegurar momentos agradáveis a todos os que se juntam em cada encontro.
Até lá, e como dizia o poeta “Traz outro amigo também” .
Um grande abraço
Mimi, Sousa, Lobo

Notícias dos cubalenses e amigos do Cubal - Vitor Branco de Brito

Só agora e por mero acaso, acedi ao blog e por frequentar o google earth. Vivi no Cubal até 1972, quando me mudei para o Lobito, o meu pai era maquinista do CFB, de Nome Branco, sou primo do Meno Fontoura.Vivia na Camunda em frente ao Rui e à Céu Baptista. Tenho no Cubal a infância e em Faro residem as Saudades. Sou médico Dentista
Vitor Branco de Brito
E-mail:
brancobrito@net.sapo.pt

Ponto de Encontro

Gostaria muito de encontrar o meu grande amigo, Carlos Manuel Dias Henriques da Silva. Se por acaso alguém me puder enviar o seu contacto, fico-lhe eternamente Grato.
Alberto Deus
E-mail: albertodeus@sapo.pt

Quendo / Cubal ?? Alguem sabe ??!

Quendo / Cubal ?? Alguem sabe ??!
Olá viva,

Chamo-me Horácio Machado e sou filho de Arnaldo Machado e Sobrinho de Maria Julia Sousa, que viveram no Quendo/Cubal.

Estou pela segunda vez a colocar neste maravilhoso Cubal virtual este pedido de informações pois procuro dados para escrever a biografia do meu Pai e encontrar a minha Mãe.

Se alguém for ou souber de alguém que viveu no Quendo nas décadas 60/70 agradeço contacto.

Obrigado por este blog e pelos contactos e mensagens.

Um abraço a todos,
Horácio Machado
horacio_ciencias@yahoo.com
United Kingdom

Homenagem a Maria Dulce


Só nos resta, dizer OBRIGADO!
Por alturas de 1970, uma companhia do Teatro Maria Vitória, fez uma larga digressão por Angola. Duas semanas em Luanda, depois Moçâmedes, Sá da Bandeira, Lobito, Benguela, Cubal, etc. A nós, os que tivemos o privilégio de assistir ao espectáculo no Ferrovia, que estava lotado, foi-nos oferecido no final, ver e ouvir a «estrela da companhia«. ELA, entrou no palco, pequenino para tão grande artista, e declamou um poema. Falava da capital do império e de Angola, de Cabinda ao Cunene, com um entusiasmo que ultrapassava o seu enorme talento, porque ELA foi enriquecendo esse poema, desde que pisou solo angolano. No Ferrovia ela repetiu e a terminar , batendo com o pé no tablado, com a voz embargada de emoção, disse por duas ou três vezes: "AQUI, TAMBÉM É PORTUGAL". A assistência ovacionou de pé e em delírio, sentindo o enorme orgulho de sermos portugueses a viver naquela parcela do nosso País.
Morreu a atriz MARIA DULCE.


21º ENCONTRO DOS ANTIGOS ESTUDANTES DO CUBAL

Não podíamos deixar de vos presentear com um trabalho do nosso amigo Carlos Botto - Trio Afrika, que desde já agradecemos, relativamente ao 21º encontro, que é já no próximo dia 18/19 de Setembro de 2010.
Estou certo que reflecte em som o que se vai passar durante a grande farra, para além de nos trazer um conjunto de boas recordações que estou certo vamos reforçar todos juntos.
Está tudo preparado e contamos com todos para o reencontro de todos .
Um grande abraço e ate lá.
Mimi, Sousa e Lobo

Um encontro de amigos cubalenses


1

Júlia Flórido Gonçalves, Olga Martins Viana e Raúl Gonçalves


Hoje tive uma tarde diferente.
Juntamente com os meus pais Júlia e Raúl, tivemos o privilégio de nos encontrar com a Olga Martins Viana.
A Olga disponibilizou-me um fantástico património de testemunhos cubalenses do seu/nosso saudoso José Martins Viana (da Gardénia).
Irei, no futuro breve, compilar toda a informação, digitalizando a mesma, para aqui partilhar com a nossa comunidade amiga cubalense.
Poderei adiantar, que teremos brevemente aqui no nosso blogue, testemunhos do Cubal, dos anos 50-60, tais como: fotos, convites de casamento, cartões de Boas Festas, cartões de apresentação de particulares e empresas, convites para as Festas do Ferrovia e do Recreativo do Cubal, etc. etc.
A Olga contribui, deste modo, para o enriquecimento do nosso blogue, tornando-o cada vez mais numa referência na Internet sendo visível e consultado em todo o mundo. Quero desde já aqui agradecer o carinho da Olga, ao disponibilizar estes fantásticos testemunhos e ainda a confiança que em mim depositou ao dar-me a guarda dos documentos até os conseguir digitalizar.
Este é um belo exemplo que gostaria de ver seguido por mais cubalenses.
Obrigado Olga!
Um abraço
Ruca

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Joaquim Francisco Ferreira (Neto)

Estimado Ruca
Faltam palavras para mostrar a minha alegria. Por mera curiosidade, encontrei o seu site. Para meu espanto seu site fala do meu bisavô-Joaquim Francisco Ferreira.

Nem eu sabia que ele era conhecido como yola-yola. Tinha conhecimento que meu avo sim era conhecido como Catoto.
Eu vivi em Angola ate 1993 e neste momento vivo na Inglaterra .
Meu nome e Joaquim Francisco Ferreira Neto.
Queira aceitar meus parabéns
Abraco
Joaquim Francisco Ferreira Neto

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Escultor Jorge Melício

Parabéns
Ola , sou de angola, lobito mas vivi no cubal os meus últimos anos em África, o meu pai era dos c.f.b., tenho saudades dessa terra que nunca mais voltei.
um abraço
melício
**********
O Jorge Melício, veio também até nós. É um privilégio ter por aqui este amigo escultor que também passou pelo Cubal. Vejam mais aqui:
http://www.escultormelicio.com/html/homept.html
http://www.escultormelicio.com/html/multimedia.html










Encontro cubalense no You Tube

Fotos do Encontro Cubalense no Luso - 04 Julho de 2010

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Comentário da amiga Lourdes Morais

Ruca
Saúde para todos. Hoje fiquei muito feliz quando fui ao nosso blog. Tive notícias da minha querida amiga Sação. Foi uma alegria que nem queiras saber. Quero pedir através desta mensagem, que a Sação me escreva, pois o meu email vem publicado no Livro de Visitas do Cubal. Se por ventura tu tiveres o email dela, Ruca, por favor manda-mo. Quero saber dela . Também gostei muito de ler o que a Isabella Valadas escreveu. Também adorei ler do Necas Abreu para já não falar do o que a nossa querida Nanda Valadas mandou. Esta Nanda Valadas tem o condão de sempre me fazer chorar. Ontem ao ler comecei logo a chorar e chorei bastante. Ainda às 20 horas, quando ia da loja ( em Valença), para a minha casa perto de Monção, as lágrimas me corriam. Também é verdade que não é preciso muito para as minhas lágrimas me saltarem dos olhos.Mas nem sempre as lágrimas são de tristeza. As lágrimas também são de alegria e de saudade. Alegria por sabermos dos nossos amigos e de saudade pelos bons tempos que passamos juntos naquela terra maravilhosa. Mas a Nanda Valadas desta vez com aqueles passeios que dá pelo Cubal fez-me voltar aquela terra maravilhosa. Também quero dizer que gostei muito do que a Elga Valadas escreveu. Obrigada a todos por tudo isto. Eu apelo aqui a todos os Cubalenses que não deixem de dar noticias. Escrevam, digam o que lhes vai na alma. Creio que todos os Cubalenses gostam de notícias dos amigos. Este blog, é o nosso porto de abrigo, o ombro onde podemos poisar a nossa cabeça, para descontrarir das contrariedades da vida. Eu nem quero pensar que o nosso blog pode desaparecer. Mas para isso todos temos que colaborar. Por favor escrevam . Ruca já escrevi muito. Peço que publiques . A Sação que não deixe de escrever. Um beijo para todos os Cubalenses.
Beijos para a Xana e para teus pais. Um abraço do Morais. Um beijo muito grande da amiga

Lourdes

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Conceição Miranda (Sação)

Maria Da Conceição Miranda comentou:

O meu nome no facebook não diz nada aos meus " velhos " amigos ; sou a Sação e gostava de ter notícias de muitos de vós. Enviei uma mensagem ao Necas e espero estar convosco no próximo encontro.
Um beijo
Maria Da Conceição Miranda (Sação)

Tributo a amigos que recentemente nos deixaram. Por Elga Valadas.

Cubalenses,
Infelizmente as últimas mensagens têm sido deprimidas, um Toneco Lousa um Alexandre Fonseca um Carlos Falcão que nos deixam sem que possamos fazer algo para os travar. Deixaram tristeza?, Não, pelo contrário, todo o Cubalense que os conheceu só pode ter um sorriso nos lábios pois cada momento passado perto deles foi um momento de alegria e cada recordação tem a haver com algo de Positivo.
Eu própria que convivi directamente com os três, necessitei de todo este tempo para reagir, mas penso que estaria no desejo deles ver que este Blog continue a viver através das suas recordações.

Tu Toneco:
Grande amigo de família, sempre pronto para farras, a última imagem tua foi-me transferida por um vídeo feito pela minha filha numa ida ao Brasil e onde me diz que conheceu um velhote amigo da mãe que dançou e manteve sempre a alegria na festa,(mas que energia a dançar).

Tu Alexandre:
Que nunca poderei esquecer os passeios proibidos nos teus carrões, que sempre apoiastes com a tua mentalidade de avanguardia situações que na época seriam
censuradas, sempre disponível e um senso de humor único, cúmplice se necessário em amores juvenis.


Tu Carlos:
Meu professor, de um carisma único,sempre gentil,mas muito atento que os alunos não te passassem a perna.Tão atento que as minhas cábulas escritas nas pernas a ti não te passaram despercebidas, mas mesmos assim, só me disseste, que seria melhor não utilizar as cábulas, pois como ele sabia eu estava bem preparada.E assim foi, as cabulas não foram necessárias, porque só um professor que compreende e conhece os seus alunos reage assim.

Eu sei que é um pouco tarde , mas eu necessito de um tempo para aceitar a realidade à qual não podemos fugir.
No meu coração vocês estarão sempre .
Um abraço às vossas famílias.
Elga

Ponto de Encontro

Gostaria de saber se alguem conheceu o meu pai, chama-se Ernesto conhecido como ''Merengue'' trabalhou na Casa Chico Borges no Caimbambo 1963 e na Casa Vivem no Cubal no armazem dos caminhos de ferro em 1964.
Se alguem tiver qualquer informação por favor contacte-me no mail
jaimeazulay@hotmail.com
Obrigado

******


Minha mae Maria Filomena Teixeira gostaria de saber se o Sr. Ruca consegue obter informações sobre seu pai, chama-se Ernesto conhecido como ''Merengue'' trabalhou na Casa Chico Borges no Caimbambo 1963 e na Casa Vivem no Cubal no armazem dos caminhos de ferro em 1964.
Se tiver qualquer informação por favor contacte-me neste mail.

Obrigado

Jaime Azulay

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Necas Abreu

Necas (Parte I)
.
Daqui de Benguela, cumprimento com fraternos abraços todos os Cubalenses, enviando tb do Cubal, onde estive no fim de semana, um cheirinho ao nosso rio! Venho deixar uma msg muito sentida pelo apoio e grande fraternidade que tantos me dedicaram pelo falecimento de meu pai a 14 de Abril pretérito. Não posso deixar de abraçar a todos que estiveram tão perto de mim, mt especialmente ao nosso querido irmão Henrique Faria e todo o corpo clínico e auxiliar que sempre o acompanhou ao longo de tantos anos a olhar e a manter 0 "velhote" entre nós! O meu mais sentido abraço e o meu profundo obrigado Querido irmão Henrique!.. Tb, ao Zé Queiróz, Leonel Carriço, António Mario Garruço, Borges que directa ou indirectamente prestaram o apoio à sua saúde ao longo dos anos.
Quero deixar a todos quantos com ele conviveram o meu mais sentido abraço. Ao sr. Cravo e D. Carolina terem estado tão perto, como ao Maia, Hernani Cabral, Amilcar Vinhais, à Anizabel Cabral, primo Laranjeira e filhos Juca e Zé como tantas outras que se me torna impossivel citar e agradecer apelando às desculpas profundas! Em Benguela tb deixo ao Toninho Valadas, Castelo Branco, Joaquim Lima, Lousa (Garoupas), Tito, Borges do Consulado, Carlitos Baptista, Antero, Augusto Mota e a todos que nao posso agradecer pessoalmente e que o visitavam com profundo carinho! Agradeço ao Ruca pelo trabalho notável e com tanta dedicação se predispõe a permitir poder enviar esta msg! Também a ti Henrique pelo teu blog e trabalho de informação, que contribuiste para uma maior união desta FAMILIA CUBALENSE. Bem hajam todos com um solidário abraço Cubalense!
Obrigado
vosso Necas.
Necas (Parte II)
.
Ruca acabei de enviar uma msg para todos Cubalenses tendo tb agradecido este espaço que tanto nos une. De facto por desconhecimento não avaliava da Força que ele desempenha em todos nós! um abraço de agradecimento pq sem ele não chegava a todos os Cubalenses! Tb não fiz uma identificação precisa qt ao meu pai - Francisco Simões de Abreu do Hotel Universo no Cubal - Mais um obrigado Necas Abreu
Que me seja permitido ainda deixar a toda a Família Falcão, a minha dor, pela tremenda noticia que recebi! O Carlos Falcão é um dos Cubalenses Especiais. Todos são! Mas o Carlos para uma geração é muito Especial! O meu sentido pesar por esta perda a todos nós enlutados.
Permite-me tb deixar à minha Querida Fernanda Valadas um abração tão grd e beijos sem fim para ti minha mana! Tenho estado com o Toninho bastissimas vezes! Vou deixar te uma notícia Querida manita Nanda! Qd leres UM MOMENTO NO TEMPO, verás muito da nossa infancia, adolescência, a Baixa do Sópe e o rio Catumbela engalanado por uma serração com uma ida ao rio onde aqueles pachorrentos jacarés de bocarra aberta nos pregaram um susto! beijos Nanda, - da Hanha, do ringue, do lago onde ja esteve um jacaré até à bem pouco tempo, do rio Cubal, do rio Jamba, do guarda do Parque, do Clube da Vila e do Ferrovia, das ruas das poucas acácias que restam e das enormes palmeiras que cresceram como não imaginas!... Que saudades tão grandes de tudo! A barragem do John é um descampado! Ficaram as memórias dos pic-nics que a malta lá fez. Lembraste qd o Cubal se despovoava para aqueles encontros? Ficou assim tanta gente com a memória preenchida de felicidade!
Mais e muitos abraços e beijos do teu manito
Necas Abreu

Necas (Parte III)

.

Ruca obrigado pelas palavras!... O raio da memória é uma sacana traidora. Arrasta-me sempre pelo coração e pela alma para a malta naquele Cubal. Mas, o que me chateia é este malvado nó na garganta que me chega às entranhas e me põe sempre com estas "gajas" destas lágrimas a escorrerem-me pela cara abaixo! Que chatice! Já cá estou e e isto não mudou! Nem passa!!
N'um poema já digo "foi o feitiço foi... e acabaram-se os sorrisos dos meninos e meninas" ! Pois foi feitiço foi que nos enfeitiça! O nosso Cubal está mudo e o que mais me dana é que secou-se dos aromas, permanece estático como estátua de pedra que se deixa levar pela erosão do Tempo!...
Chego a pensar que estou surdo, pq já não oiço uma única cigarra que seja! A miopia que me acompanha desde sei lá qd, não me deixa enxergar as frondosas acácias fartas de flores e cheirinhos a mel! Ai não, não foi o feitiço!?... Foi sim senhor, foi ele sim,que me empanturrou desta mágoa, deste embargo que não se solta!
- Sabem uma coisa?
É feitiço é!
Necas Abreu
Quero deixar ao meu amigo Serra um abraço grd que se deu a aventuras de partir numa traineira saído da ilha de Luanda para chegar a Portugal desconsolado e saudoso!
Bom amigo ele. E esta do perintrep nao esta mal esgalhada não senhor! Um abraço a todos qts nos acompanharam naquele 2º Andar por uns anitos!

Abraço do Abreu

Ponto de Encontro - Procura-se amigos

Ruca

Gostaria de saber se alguém sabe do paradeiro do Albernaz. Deverá ter agora 50 anos e frequentou a Escola Primária nº 40 do Cubal. O pai dele era da policia e eles moravam nas traseiras da Esquadra. É tudo quanto sei, claro que me lembro de ir brincar para casa dele, que me lembro da peripécias da escola mas…espero ter oportunidade de recordar quando o encontrar.

Um abraço
OBRIGADO
Tomané -António Olveira-(endereço de email clicar no nome)

Notícia triste

Caro Ruca, é mais uma vez com imensa tristeza que me sinto obrigado a anunciar o desaparecimento de mais dois amigos, embora de gerações diferentes:
1)o Sr.António, Soba ou regedor da Camunda, cuja foto se encontra no blog junto com o Luis Pena.
2)Também o Camoço, meu amigo de infância e irmão do Costa, Vosso ex-mecânico, na Reparadora Transmontana.
Transmite por favor as minhas sinceras condolências à família através do Blog.
Muito obrigado
Meno Fontoura

Maria Dhramamor

Caro Ruca,
Mais uma vez, parabéns pelo seu Blog, que nos tem feito sentir que o Cubal permanece intensamente nos nossos corações e que a vivência com aqueles que fizeram parte das nossa vidas desperta docemente nas nossas memórias. Vezes sem conta, tenho percorrido as páginas deste Blog em busca da minha infância, pois, poucos foram os anos que vivi nesta terra onde nasci. É que, com cerca de 6 anos de idade, fui viver para o Lobito, onde, após o 25 de Abril, conheci Cubalenses, como por exemplo, o 'Engº Falcão' e a família 'Fontoura'. Voltei ao Cubal mais duas vezes, de férias, para visitar a minha prima 'Alice Freitas' e os meus primos 'Tonecas' e 'Teté', mas resta-me apenas uma vaga lembrança do que foram esses maravilhosos dias. Na verdade, fiquei agradavelmente surpreendida com a mensagem do 'Sérgio Ribas'. Gostaria de contactá-lo, se possível, pois os pais dele são padrinhos do meu irmão Marito, filho da Fernanda e do Mário Oliveira, maquinista dos CFB, poeta, e mais tarde, escritor, com o pseudónimo de Mário Dramamor. Os Ribas costumavam passar as férias no Lobito, em nossa casa. Gostaria também de contactar com pessoas que conheceram o meu avô, Francisco de Oliveira, um comerciante de Santa Comba Dão, que viveu no Cubal até ao seu falecimento, em meados dos anos 60.
Aproveito ainda, para lhe agradecer a divulgação do meu Blog, pois, desde então, tem havido uma maior afluência de visitas. Um forte abraço para si e para todos os Cubalenses.
Maria Dhramamor.

23º ENCONTRO - PARQUE DO LUSO - 04 DE JULHO DE 2010


Recebi da Comissão Organizadora do Encontro do Luso, a Circular do 23º Encontro, que se publica e transcreve:


COMISSÃO ORGANIZADORA DOS
CONVIVIOS DOS CUBALENSES
Rua Marquês de Sá da Bandeira, 408
4400 – 217 VILA NOVA DE GAIA
TLF. 223 752 788 - Amilcar Vinhais
TLM. 936 812 638 - “ “
TLF. 224 836 437 - Varandas Monteiro
TLM. 966 854 487 -
Email : varandas.isabel@netcabo.pt

23º ENCONTRO PARQUE DO LUSO
04 DE JULHO DE 2010


********
Mais um convívio dos Cubalenses

Colabora com a tua presença e divulga o nosso convívio.

Toda a animação estará a cargo dos nossos amigos Hernani e Zeza Cabral,
com a colaboração do JÚLIO CARVALHO e MIGUEL- Barbeiro.


Nota :
Pedimos a todos os Cubalenses colaborem ajudando, para que o nosso
Convívio se possa manter.

Mesmo aqueles que por qualquer motivo não possam comparecer enviem
o seu contributo para o NIB: 036 0241 9910 0004 696 77

_______________________________________________

Se não desejarem levar farnel, queiram fazer reserva do almoço no Restaurante

Varanda do Lago, até 8 dias antes do convívio, através do Tlf. 231 930 888

Snr. José Carlos.
__________________________________________________

Um grande abraço de amizade,
A Comissão

Ponto de Encontro - a Ester Rodrigues procura a Maria Celeste Nunes de Almeida.

Bom dia

Dirigo-me a si na esperança de me ajudar a encontrar uma grande amiga minha, de quem não tenho notícias há muito tempo, e como ela era do Cubal pode ser que saibam dar-me alguma informação.

Chama-se Maria Celeste Nunes de Almeida.

Eu também sou Angolana, do Luso e costumo participar dos encontros anuais em Junho.

Grata pela atenção


Melhores Cumprimentos
Ester Rodrigues

Imagens do Encontro do Luso em 2008


A propósito destas imagens do Encontro do Luso em 2008 e a pedido da Lourdes Morais, alguém sabe do endereço de email do José Luis Pena?

(nas imagens Xana, José Luis Pena, Júlia e Raúl Gonçalves, Falcão e Pedro Jorge)

Notícias de amigos do Lobito

Sei que estás a ficar desanimado com a falta de atenção que os beneficiários do Blog (que somos todos nós ) estamos a dar. Tens toda a razão mas a última coisa que queremos é que desistas..
Eu, contra mim falo. Apesar de não ser uma "entendida" no assunto, pois já sou uma avozinha reformada , tenho-me servido do " nosso" Blog, para conseguir os endereços de muitas pessoas queridas e entrar em contacto directo com elas e assim, reiniciar os laços dessa amizade que nos uniu durante anos no Cubal e depois, se foram perdendo no tempo e na distância.. Isso dá-me imensa alegria e reconheço que só é real, graças ao teu empenho ao pores de pé a brilhante ideia de unir os cubalenses por esse meio.. Por mim, peço desculpa pela minha fraca contribuição.
Entretanto, e sem que isso sirva de desculpa, quero dizer que aqui no Lobito, a Net não é como aí ou mesmo em Luanda. Nem sempre as coisas correm como nós queremos ou esperamos mas, já vem a caminho e a passo acelerado uma nova modalidade.. Aguardamos todos ( especialmente os netos), com muita ansiedade.

No final de Maio tivemos o grande prazer de estar com alguns Cubalenses e Benguelenses que, a convite das Acácias Rubras , se deslocaram a Benguela para as festas da cidade. . Foi uma grande alegria rever o Porto, o Telmo e o Mota que, com o Tito Machado e uns amigos jantaram connosco no Lobito. . Aqui, estava também o Quim, um ex colega do Recreativo, Angolano que nunca de cá saiu e não se cansava de mostrar a sua felicidade por rever os colegas que, segundo ele, jamais pensava rever na vida . Foi tão bom ou tão mau e falou-se tanto e trocou-se de lugar tantas vezes para todos poderem falar uns com os outros que a comida ficou fria nos pratos ...
Falou-se de tudo: dos tempos antigos e dos actuais e puseram-se as notícias em dia. Claro, com uma separação de tantos anos, muitas notícias não eram as que gostaríamos de ouvir mas a vida é isso mesmo..
Infelizmente, não pudemos ir ao Cubal ver o jogo que lá disputaram mas soubemos que ficaram emocionadíssimos pois o campo estava cheio e muitos gritavam pelos nomes do Porto, Telmo etc. como se não se tivessem passado mais de 30 anos. Penso que eles terão oportunidade de contar o que aqui se passou e das emoções que tiveram. Para mim e para o Vitor foi uma alegria muito grande .
Ruca, para ti e teus Pais , um grande abraço.
Para o teu e nosso Blog, muita actividade e muita colaboração .
Com muita amizade
Celeste Alves
***
Olá Celeste,
É sempre um enorme prazer receber notícias de amigos tão distantes geograficamente mas tão participativos.
Sempre apelei à participação de todos. Nunca me cansei fazê-lo. E garanto-te Celeste, que este meu apelo foi sempre a pensar nas gerações daqueles que já eram adultos em 1974. Não era o meu caso, longe disso. A minha expectativa de encontrar "meninos" da minha idade era bastante pequena. Felizmente, fruto do blogue encontrei também alguns amigos e amigas que partilharam as brincadeiras de crianças em que eu também intervinha. Mas são muito poucos os casos como compreenderás, face à minha tenra idade em 1974-75. Posso dizer que o objectivo principal, foi o de reaproximar aqueles com uma faixa etária mais adulta. Sei que que isso foi conseguido. Sinto que mais poderia ter sido feito se houvesse mais colaboração. Contudo é o que dizes minha amiga. O facto de estar sempre a remar para um objectivo, não digo sozinho porque isso nunca aconteceu, também faz com que precise de momentos para recarregar energias. Emails como o teu e de muitos amigos e amigas têm feito com que mantenha a energia do início deste projecto.
Mas aguardo, sem dúvida, uma maior colaboração de todos. Mas se a maioria passiva não se interessa, que poderei eu fazer mais ?
Recebam um forte abraço e obrigado pela participação sempre oportuna como esta onde também nos dás a conhecer dos factos que desconhecia da viagem dos nossos amigos das Acácias Rubras.
Ruca