Um encontro de amigos cubalenses

Caro Ruca:
Agradeço que coloques no nosso Blog mais este encontro entre velhos amigos.
Para qualquer ser humano seria uma coincidência.
Para mim que sou crente...recebi um miminho dos Céus ou não fosse 13 de Maio.
No Palácio do Gelo em Viseu, no espaço comercial Rádio Popular, quando já estava na caixa para fazer o pagamento,tocou o alarme e como é
óbvio olhei... alguém distraído fazia menção de sair pela porta errada.Sorri e balbuciei para a minha esposa:eu conheço aquele gajo.
Quando ele chegou à caixa onde estávamos olhou para nós normalmente e eu disse em voz alta:Lemos,Zé Lemos!
Ele olhava para mim incrédulo abanando a cabeça, igualmente a filha ao lado seguia o mesmo gesto.
Expliquei-lhe quem eu era..abraçamo-nos e falamos durante algum tempo.Senti uma felicidade imensa...encontrei mais um dos meus amigos de infância.
O Zé Lemos com quem joguei futebol no Cubal, e acima de tudo aquelas aventuras no rio e no morro do Lino,lembram-se?
Despedimo-nos profundamente emocionados.É bom criar laços de nó cego e guardá-los para sempre.
Amigo Zé Lemos eu estou totalmente de acordo contigo quando dizes que a malta daquele tempo são os últimos selvagens e nós sabemos porquê.
Um abraço para todos os cubalenses
Fernando Carona

1 comentário:

Lourdes Morais disse...

Ruca
Em primeiro lugar, que tudo esteja a correr pelo melhor. Ruca como sempre,hoje fui visitar o nosso Cubal e fiquei muito contente porque tinhamos
notícias,pois ultimamente temos tido poucas novidades.Eu continuo
a dizer que a malta tem que dar mais noticias, para que não acabe o nosso
"Cubal". Eu nem quero pensar que isso possa acontecer. Ruca, mas o que
mais me levou a escrever e peço-te imensa desculpa por te andar sempre a aborrecer, foi o quanto eu gostei de ler a notícia do reencontro dos nossos
amigos Fernando Carona e o Zé Lemos. Eu consigo imaginar a emoção dos
nossos amigos. Pois o encontro foi entre os dois e eu estou com lágrimas nos olhos.Eu estava e ler a mensagem ao Morais e a voz saía-me aos soluços. Tinha dificuldade em ler. Mas tu sabes que eu sou uma sentimental
com a lágrima sempre pronta a romper e tratando-se dos nossos amigos ainda mais. O Fernando Carona foi de uma gentileza enorme ao compartir
com todos a sua alegria. Muito obrigada Fernando. Hoje também me telefonou o meu cunhado Vidazinha que chegou de Angola no passado dia 25
e as saudades aumentaram. Estou desejando estar com ele pessoalmente
para saber tudo ao pormenor, pois ele esteve no Cubal. A voz dele era de
felicidade. Também tenho notícias da Celeste e Vitor Alves. Contacto bastan
tes vezes com a Celeste, via net. Só tenho pena de não ter o email do Pena, para entrar en contacto com ele.Ruca agradeço que publiques no nosso
Cubal, para ver se todos se animam a dar noticias.Era bom p/todos.Ruca
tentei ouvir a música do Cubal, mas não consegui. Parece-me que foi retirada.Beijos e grande abraço do Morais.Para ti
beijo enorme da amiga