Tributo a amigos que recentemente nos deixaram. Por Elga Valadas.

Cubalenses,
Infelizmente as últimas mensagens têm sido deprimidas, um Toneco Lousa um Alexandre Fonseca um Carlos Falcão que nos deixam sem que possamos fazer algo para os travar. Deixaram tristeza?, Não, pelo contrário, todo o Cubalense que os conheceu só pode ter um sorriso nos lábios pois cada momento passado perto deles foi um momento de alegria e cada recordação tem a haver com algo de Positivo.
Eu própria que convivi directamente com os três, necessitei de todo este tempo para reagir, mas penso que estaria no desejo deles ver que este Blog continue a viver através das suas recordações.

Tu Toneco:
Grande amigo de família, sempre pronto para farras, a última imagem tua foi-me transferida por um vídeo feito pela minha filha numa ida ao Brasil e onde me diz que conheceu um velhote amigo da mãe que dançou e manteve sempre a alegria na festa,(mas que energia a dançar).

Tu Alexandre:
Que nunca poderei esquecer os passeios proibidos nos teus carrões, que sempre apoiastes com a tua mentalidade de avanguardia situações que na época seriam
censuradas, sempre disponível e um senso de humor único, cúmplice se necessário em amores juvenis.


Tu Carlos:
Meu professor, de um carisma único,sempre gentil,mas muito atento que os alunos não te passassem a perna.Tão atento que as minhas cábulas escritas nas pernas a ti não te passaram despercebidas, mas mesmos assim, só me disseste, que seria melhor não utilizar as cábulas, pois como ele sabia eu estava bem preparada.E assim foi, as cabulas não foram necessárias, porque só um professor que compreende e conhece os seus alunos reage assim.

Eu sei que é um pouco tarde , mas eu necessito de um tempo para aceitar a realidade à qual não podemos fugir.
No meu coração vocês estarão sempre .
Um abraço às vossas famílias.
Elga

1 comentário:

Anónimo disse...

Elga, obrigado por estas palavras que, de facto, manteêm vivos os nossos amigos. Como sabes também fui grande amigo deles, e o que referes em relação ao Alexandre tem muito a ver connosco.um beijo.
Gito