Momento de reflexão - 2010, por Eduardo Flórido

"Nada me é importante se sou julgado, por incultos e parasitas, corruptos de uma sociedade Auto Proclamada Mestra, se a realidade negativa for mais que evidente, de convicção sublimemente duvidosa, onde os autores façudos da pseudo_glória, são toda uma componente organizada, exemplificada no desfundamentado de uma vivência plenamente sã, com atitudes paupérrimamente descabidas, duvidosas, em relação à vivência exemplar de um qualquer honesto cidadão. Buscam (eles, os miseráveis) simplesmente o seu óptimo estar (psíquico e monetário), trilhando de uma forma irreparável, perpétua e continua os caminhos de um povo, bestializado, martirizado pela fome e patenteado em exemplos flagrantes, num aparecimento sem remissão de uma miserabilidade total, esperada e onde o caos se começa a instalar inquietante e permanentemente. Até quando será o suporte?..."
Momento de reflexão - 2010.
*Eduardo@ugusto.
(Reservados Direitos de Autor)

Sem comentários: