Serviço público cubalense


Olá Ruca!
Gostaria de receber o Email da Mirecas filha do Sr. Valentim e também do Gi Vilares.
Um grande abraço.

****************
Caro Rui,
Já entrei em contacto com o Gi Vilares que irá escrever-te. Quanto à Mirecas, não tenho qualquer informação da mesma. Pode ser que algum amigo nos forneça alguma informação.
Pede-se a quem souber informações as faça chegar.
Abraço
Ruca

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - Prof Victor Martins

Olá Caro amigo. 
Como curiosidade, somente... terminei um texto com histórias ficcionadas, com "partidas" do Cubal. Uma parte. Histórias de caça mal sucedidas... As que nos fazem arrancar um sorriso ou uma gargalhada, mas, aqui o interessante também, algum quotidiano da nossa cidade... Histórias sobre o "Rebuge", que me perdoe, mas sem querer magoar ninguém, histórias do Valentim... Aquela da chegada dele do puto, a Benguela, em casa do cunhado, aquela em que o Valentim deu o Broklaxe que comprou ao Borges da farmácia aos funcionários na obra... A do esquentador no Sousa, com o bilhete do Rebuge... enfim... Os protagonistas são o Borges da oficina, eu, claro, o Franklin, o Matos, o meu colega Carvalho, da escola... Bom, muitas histórias são ficção, com fundos de verdade, porque aconteceram. Dado a que não me conformei com a nossa saída... Só agora fiz o meu exorcismo através deste texto com cerca de 200 páginas, em A4. Estou a fazer uma ronda pelas editoras, mas... Já tenho sorrido com as propostas de muitas editoras de vão de escada. Pretendem que o autor "pague literalmente" a edição... E muito mais... enfim... Enviei esse texto, inédito é claro, para muitos, mas para outros não o será, porque conheceram os protagonistas das histórias, mas dado a que entrei em quase tudo... "Salvo-seja"... Reservei-me ao direito de escrever estas memórias, mas que, repito, são de todos nós, os Cubalenses. São dois os contadores de histórias: António Conguluila e Carlos Calequisse. É uma homenagem que faço, uma, a um aluno do nosso Cubal, outro nome a um amigo que esteve comigo na pensão Bimbe em Nova Lisboa. Mas, no fundo, é claro... É este teu amigo, com saudades de tudo aquilo... Vou publicando algumas no meu site, o www.alemdosvidros.com Outras histórias têm a ver com a minha estadia em Serpa Pinto, em Sá da Bandeira e em Nova Lisboa. Muitas intimidades também estão por lá... Vamos ver o que se consegue. Entretanto, dado tratar-se de "literatura"... "Ai-ué"... Angolana, com muito termos pertencentes a vários dialectos, com a explicação devida do seu significado em rodapé, concorreu ao prémio Marquês de Valle-Flor para este ano. O resultado será divulgado no princípio do ano que vem... Claro que não tenho pretensões nenhumas... Mas é só para se saber que estou com a nossa gente ao ponto de ter escrito estas memórias, com histórias... Do "arco-da-velha". Afectos ao fim e ao cabo. Para que conste. 
Um abração do Victor Martins

******
Publico estas notas curiosas do Prof. Victor Martins, que nos ajudam também a conhecê-lo melhor e às suas outras facetas.
Ao Victor, aqui deixo publicamente o convite para enriquecer este nosso espaço com os seus testemunhos cubalenses ou outros. Já enviei o convite para ser autor do nosso blogue. Espero que aceite o mesmo.
Quanto à publicação do livro, deparei-me com o mesmo problema quanto pensei e tentei publicar um livros sobre o Cubal e seus testemunhos.  O Projecto continua em pé, esperando um dia ter o tempo disponível (que bem tão precioso e tão escasso) e que me tem faltado.
Ao Victor Martins, aqui deixo esta solução/sugestão a ter em conta e em alternativa às Editoras que exigem ao autor o pagamento da Edição: Veja aqui  e neste link um um exemplo
Abraço e apareça sempre!
Ruca

Notícias de cubalenses e amigos do Cubal -António Peixoto Baptista

TONI NO KARTODROMO



Caro Ruca boa noite,
Primeiramente muito obrigado pela publicação das fotos no Blog. Creio ter contribuído para que muitas pessoas revivam momentos agradáveis e inesquecíveis, bem como relembrem entes queridos que o destino há muito os separou. ...
(...)Diz ao teu avô Flórido que sou filho do Alberto Baptista da Chimbasse e da Elisa de quem ele era muito amigo. 
Aliás fiquei super emocionado ao vê-lo com 99 anos, rijo e lúcido.
Dê-lhe um grande abraço.
Para ti também um abraço fraterno do amigo,
Toni Peixoto Baptista

************
Caro Toni,
Aqui fica o meu agradecimento pela tua colaboração e palavras amigas, também  para o meu querido avô Flórido. Aparece sempre.
Forte abraço com amizade
Ruca

Oração de Sapiência, por André Querido (*)


Oração de Sapiência

Vários Encontros
Ao longo de muitos anos
Cubal no coração
É por isso que celebramos
E partilhamos
Todas as boas memórias
Convivendo alegremente
Contando várias histórias
Sobre aquilo que amamos
Sobre aquilo que vivemos
Pensando no Cubal
Só aí é que percebemos
Que faz parte da nossa alma
E também do nosso Ser
Marcados pelos sabores
Que Angola conseguia oferecer
Momentos únicos
Que eu gostava de ter vivido
E as coisas boas de que falam
Também ter sentido
Andar descalço
Provar frutos tropicais
Sentir a chuva quente
Apreciar belos animais
Ver o pôr-do-sol
A preencher o horizonte
Andar no capim
Ver as queimadas ao longe
Comer uma manga
Deixar o sumo escorrer
Observar as fazendas
E o sisal a crescer
O comboio cama couve
 A transbordar de pessoal
Chegava sempre a horas
À estação do Cubal
Cubal de nascimento
Cubal de coração
A terra a que chamamos
Terra da perfeição
E para acabar
Uma salva de palmas para a organização


André Querido (*)
Aguieira, 2011

(*)Oração de sapiência que o sobrinho da Diny Querido, o  André, de 15 anos, escreveu e leu no 22º Encontro na Aguieira

Notícias dos Cubalenses e amigos do Cubal - António Peixoto Baptista (Toni)


Prezado Ruca,
Viajando pelo nosso Diáspora Cubalense (alíás com uma linhagem de dar inveja), resolvi escrever-te para te enviar estas fotos. Sou o Toni Peixoto, filho do Alberto Baptista e da Maria Peixoto Baptista da Fazenda Chimbasse e da Elisa. Estudei no Eça de Queiroz com o Dr. Faria e a Dna Cecília. 
Os meus pais eram compadres do Abreu, pai do Necas e do Fico. 
Visito com frequência o nosso sítio pois ele me faz avivar a memória e matar saudades de todos e de tudo. 
Abraços do amigo,

22º ENCONTRO DOS ANTIGOS ESTUDANTES DO CUBAL - É JÁ NO DIA 15 DE OUTUBRO

Caros colegas e amigos
Com o intuito de manter a tradição, de elevar o salutar convívio e de partilhar as nossas vidas com histórias comuns, que também dão cor aos nossos dias…estamos a preparar o 22º Encontro da AAEC, que se realizará no fim de semana de 15 de Outubro do corrente ano, e que terá lugar em:
Barragem da Aguieira
3450-011 Mortágua
*“Inserido numa das regiões mais belas do País, onde se encontra uma mancha florestal fantástica! Junto do maior rio português e de uma albufeira propícia à prática de desportos náuticos e pesca”
Reserva a data na tua agenda. Estamos certos que vais gostar de presentear, a ti e à tua família, com um fim de semana descontraído, em clima de amizade e (recordações?), num local paradisíaco, na companhia dos colegas e amigos de longa data.
Nota importante: actualiza os teus contactos:
A Comissão
Juca Laranjeira. Tlm: 962422257
Jucalaranjeira@netcabo.pt
Carlos Lopes. Tlm: 968573702
Diny Querido. Tlm: 934052637

"Efeitos" do nosso blog. Encontro de amigos

Caro António Matos 
Não imaginas o prazer que me deste em apareceres e procurares-me. Também te tenho procurado muito, bem como ao Carlos Fonseca. Finalmente encontrámo-nos. Estou em Salvador-Bahia e últimamente tenho estado também em Angola. O meu e-mail é " jppresentes@ig.com.br ". O skype  é "jotapena" e "Luau.empreendimentos".
Contacta-me, quero falar contigo, 
Um abraço 
José Luís Pena


*************
Caros Cubalenses,
Por este e todos os exemplos anteriores de encontros e reencontros, é que não me canso em apelar à participação no blogue de todos os amigos cubalenses. Só assim conseguiremos reunir "a tribo". Não se esqueçam nunca do que tenho afirmado. O Facebook , o Google + etc etc, são redes sociais de grande importância. Mas o conteúdo trocado é apenas entre os amigos que cada um tem  de forma restrita. 
O blogue, o NOSSO BLOGUE CUBALENSE é visível em todo o Mundo e de forma aberta. 
Só assim tem sido possível estes encontros, como o do Matos e do Pena que me enche o coração de satisfação.

Saudações
Ruca

Notícias dos cubalenses e amigos do Cubal - António de Matos

Olá Ruca: 
Desculpa te contactar, não te estou a reconhecer daquele tempo, mas gostaria de através do teu contacto, saber dos contactos de malta que depois te vou apontar, mas o primeiro dos primeiros é do José Luis Pena, eu lembro-me dele como se fosse hoje...hehehehe...O cara manda olhos verdes grandes...rsrsrsrs...Mas, tu e eu já passámos a ser amigos tb, certo? Ocasionalmente entrei no blog dos amigos cubalenses e achei lá malta amiga do nosso tempo. Eu não sou do Cubal, fui para lá trabalhar na Fazenda. Eu sou natural do sul de Angola. Isto foi nos anos de 1966 e 1967! Conheci muita malta daquele tempo,o José Luis Pena, o Maia, o Victor Rodrigues (para saberes que a minha primeira hospedagem no Cubal, foi no Hotel dos pais do Víctor Rodrigues, ainda me lembro da cara deles!...rsrsrsrs), os irmãos Manecas, João, etc., o Cristina, o Carvalho Pinto, o dr.Silvério Falcão, Médico em Portugal, estive com ele depois da independência em Lisboa, a Fátima Proença, estive tb em 2000 em casa dela 1 semana, a irmã dela, a Terramoto, tb a vi em casa da Fátima na Reboleira, ela é casada com um médico no Porto, etc...Portanto já vês... O José Pereira Lemos, foi senão o meu melhor amigo de todos os tempos, um , falei com ele só quase 40 anos depois de sair do Cubal, a partir de Angola, mas há 4 anos quando me mandei para o Rio de Janeiro, tentei contactá-lo, mudou de residência em Portugal, telefones, apenas sei que ele está vivo, pq ele me deu o email dele há uns 15 anos, ele sempre recebe, mas nunca respondeu, fiquei sem saber pq! Preciso de saber do José Pereira Lemos, saber pq ele está chateado comigo e que ele saiba que sou sempre amigo dele. Eu hj tenho 63 anos, sou reformado em Angola, eu era engenheiro de vôo da Taag e vim morar no Brasil-Rio de Janeiro-Copacabana. 
Nessa foto, eu sou o último da direita no plano inferior, António de Matos.
Estive apenas 2 anos no Cubal nos anos 1966 e 1967, tinha tão sómente 18 anos e trabalhava na
Repartição de Finanças, como aspirante interino.

No plano superior por trás de mim, está o José Pereira Lemos, uma jogador de futebol de se
tirar o chapéu.
A gente se fala por aqui, recebe aquele abração, 
meu email: clica no nome :antónio de matos 
N.B.- mandem os vossos contactos, quem me reconhecer e quiser manter amizade comigo, ok?

************
Caro António de Matos,
Sê bem vindo ao nosso/teu espaço. Já te respondi por email. Vamos aguardar que haja notícias dos amigos que referes.
Forte abraço~
Ruca

A boa nova do cubalense Fernando Amaro

Sara Fernanda
Filha de Nelly Raquel e do cubalense Fernando Amaro

Ruca 
Seguem fotos da Minha filha que nasceu em Agosto.
Mais uma CUBALENSE
ABRAÇOS
Fernando Amaro




MANHÃ, por Miguel Paulista


MANHÃ

Acordei de manhãzinha.
Com o sussurro da noite nos olhos,
despertei os pés no capim fresco.


Olhei para o orvalho da flor,
vivi a frescura e a cor


Era batuque e poema...


Espreguicei o olhar mais além.
A neblina de sono, acariciou
o sol de fogo doce, que me beijou.


Ouvi "catuite" cantar
como só ele sabe bem...


Sentei na pedra grande,
acarinhei a água do ribeiro,
afaguei o capinzinho frágil.


Abracei a mangueira em flor
e enxotei os olhos, longe, longe...


Amarelos, laranjas, vermelhos, azuis...
Tudo encharcado em cor!


Respirei ternura.


Senti no cheiro da terra,
amor e doçura...


Anestesiei os olhos no céu...


É muito bom
acordar na minha terra!
Miguel Paulista
Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T2619269